Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \22\UTC 2005

Tiradentes e a Inconfidência Mineira

Tiradentes Esquartejado

Ontem foi aniversário da morte de Tiradentes. Uma coisa que é muito ligada a isso, nas análises que saem nos jornais, é a questão dos impostos. Afif Domingos escreveu ontem, no Estado de S. Paulo, que a nossa carga tributária “é o dobro do quinto dos infernos”, já que não pagamos somente 20%, como Tiradentes pagava, mas quase 40%. Esse é um ponto muito importante a citar, pois quanto mais dinheiro o governo toma dos cidadãos, mais ele se intromente em nossa vida. Mas não é o único.

O que aconteceria se a Inconfidência Mineira alcançasse sucesso? É uma pergunta difícil, mas eu vou tentar comparar com um movimento parecido: a Independência dos Estados Unidos. Revolução burguesa importantíssima, infelizmente nos livros didáticos subjulgada à derrama de sangue que foi a revolução francesa, a independência dos EUA foi calcada em um valor muito forte: a liberdade. Pois também a versão tupiniquim, com o lema “LIBERTAS QUAE SERA TAMEN”.

Talvez tivéssemos uma constituição semelhante, e que não seria tantas vezes trocada, talvez esse estatuto do desarmamento não tivesse sido sequer pensado, talvez tivéssemos nos desenvolvido tal qual nosso irmão rico lá de cima (na época da independência dos EUA, a condição econômica e social de Brasil e EUA era muito semelhante), talvez.

Uma coisa é certa, a Inconfidência Mineira é um movimento claramente liberal, e se Tiradentes consegue ser herói até hoje, mesmo tendo sido derrotado, é que esse é um ideal que se manteve vivo através de outros heróis anônimos. E termino, com um trecho de um artigo do brilhante Reinaldo Azevedo, que além de mostrar a beleza e a “desconstrução” da Inconfidência também mostra, sem explicar, como essas duas coisas estão ligadas.

“//Ainda que a Inconfidência Mineira seja cotidianamente ‘desconstruída’ nas escolas por certa historiografia que, ao se querer caudatária da redenção dos ‘verdadeiros’ oprimidos, atribui-lhe o caráter de mero(?) movimento de proprietários contra a Coroa, o fato é que aquela ‘conspiração’ se tornou, entre nós, emblema não apenas da luta da colônia
contra a metrópole, mas precoce manifestação de confronto do indivíduo contra o Estado” (grifo meu)

Obrigado pela leitura! Viva Tiradentes! Feliz aniversário Brasil!

Anúncios

Read Full Post »

Bendito?


O novo papa: Bento XVI

Fiquei muito triste hoje ao ver amigos e conhecidos católicos praguejando contra o novo papa. A escolha feita pelo conclave deve ser vista pelo católico como iluminada pelo Espírito Santo, e assim sendo, escolha de Deus.

Praguejar da escolha, ou xingar o sumo pontífice é, em última instância, um desrespeito a Deus. É óbvio que todos temos nossas preferências, e pode ter havido um descontentamento maior ou menor por causa da escolha. Mas, se pararmos para pensar na nossa dimensão humana, veremos que isso é um mero capricho. Um capricho natural, mas nada mais que isso.

Ouvi coisas muito trágicas, que inclusive prefiro não reproduzir aqui (e que, inclusive, me surpreenderam), e é óbvio que fico triste com essas blasfêmias. Eu mesmo disse a um amigo (um que não reclamou da escolha) que caso o papa fosse um “progressista”, eu teria que rever diversos conceitos. Talvez tivesse também alguns caprichos, mas acho que respeitaria a decisão divina.

Salve Joseph Ratzinger, salve papa Bento XVI. Que Deus guie os caminhos de Sua Igreja, e de seu atual pastor.

Read Full Post »

Habemus Papam

Parabéns, Bento XVI. Espero que o Espírito Santo ilumine o seu papado!

Read Full Post »

Ununderstandable

Read Full Post »

Liberdade e Tecnologia – parte 0

Este é um texto que já venho preparando faz tempo. Preparei tanto que acabei não escrevendo, e perdi todo o preparo. Então resolvi separar por partes e falar um pouco de cada vez.

Este primeiro chama “parte 0” não só por uma nerdice computeira, mas também porque ele não entra no ponto (ou seja, só vou enrolar). A idéia aqui é falar sobre software livre e proprietário, copyrights, patentes, e a relação disso com o pensamento político e econômico.

Ensinaram-me que você faz a introdução de um texto depois que termina todo o resto. Vou desobedecer essa regra, já que já fiz o esquema do texto, e se não o introduzisse logo, não o ia escrever nunca.

Pretendo definir, inicialmente, os conceitos de software livre, software proprietário, copyright e patente. Depois pretendo falar um pouco da importância desses dois últimos para a economia capitalista. Em seguida, farei uma pequena crítica às leis de copyright, comentando do fenômeno chamado “patentes de software“.

A segunda parte consiste em falar do caráter libertário do software livre e por que ele é caro tanto à esquerda quanto à direita, e como isso representa uma tendência do capitalismo. Também pretendo colocar como cada uma dessas visões políticas — mesmo que ideais e polarizadas — enxerga o software proprietário.

Finalmente, farei algumas conclusões acerca da relação entre os dois modelos de produção de software, e ratificarei minhas posições sobre o tema colocado.

É isso, continuo em breve. Obrigado por me ler e até mais.

Read Full Post »

Infalibilidade Lulal

O arcebispo do Rio de Janeiro foi entrevistado e disse que Lula não era católico, mas sim caótico. Essa asserção foi mais que justificada, já que Lula, além de ser favorável ao casamento gay e ao aborto, não manja nada da ética católica e ainda teve a pretensão de dizer o que devia ter no novo papa.

Contudo, a repercussão foi a seguinte: vários setores criticaram o arcebispo, d. Cláudio Hummes negou, dizendo que Lula era católico “a seu modo”, a CNBB (por que não estou surpreso?) declarou que a posição era de d. Eusébio e não da Igreja, entre outras coisas.

Isso só leva a crer que o pessoal da CNBB está confundindo um pouco as escrituras e o dogma. O papa é infalível e não o Lula. E tenho certeza que o d. Eusébio, arcebispo do Rio, está muito mais perto de ser um papa que o nosso herege presidente. Estou pensando o que será que o Júlio Lemos vai dizer sobre isso…

Mudando um pouco de assunto, estou devendo uma pequena resenha sobre os filmes a que assisti na Semana Santa. Devo fazê-la, mas estou atarefadíssimo. Fico feliz de ter conseguido um tempinho para escrever isso aqui.

Obrigado pela leitura e até a próxima!

Read Full Post »

« Newer Posts